Loading..

Product was successfully added to your shopping cart.

5

Product was successfully added to your comparison list.

0 Com

FÁBRICA BRASILEIRA É PIONEIRA NA PRODUÇÃO DE OSSOS CANINOS PARA ESTUDOS

Desde 2012, a empresa exporta ossos caninos com exclusividade para alguns países, mas este ano decidiu investir no mercado brasileiro com dois modelos de raças em seu portfólio: o Husky Siberiano (porte grande) e o Spitz Alemão (porte pequeno e também conhecido como Lulu da Pomerânia).

A estratégia de mudar o foco e investir no mercado brasileiro se deu pelo significativo aumento de interesse dos profissionais da área veterinária na procura deste tipo de produto para capacitação profissional, devido ao aumento do setor, que pode ser comprovado pelos dados do levantamento feito em 2014 pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Segundo Paulo Costa e Silva Fiho, diretor da Nacional Ossos, o padrão de qualidade de seus produtos já foram aprovados nos exigentes requisitos de exportação, e a produção dos ossos para o mercado nacional era só uma questão de tempo. "Vimos uma oportunidade de crescimento e um aumento do respeito à Bioética, que preserva os animais de sacrifícios desnecessários e acreditamos que, agora, o mercado está pronto para o uso consciente de ossos artificiais", afirma o diretor.

A Nacional Ossos é a primeira empresa brasileira a produzir ossos sintéticos exclusivamente para estudos, sua fábrica fica em Jaú, interior de São Paulo, e já conta com a produção de mais de 400 tipos diferentes de ossos do corpo humano e veterinário.

Os ossos artificiais são usados exclusivamente para capacitação médica em Universidades e cursos, contribuindo na formação de profissionais, possibilitando a prática em ossos com deformidades e fraturas - que são difíceis de serem encontrados naturalmente. Somente as utilizações de ossos artificiais permitem a atuação do profissional sem risco de contaminação e com respeito à Bioética.

DEIXE SEU COMENTÁRIO